44 | 3127-2700

Notícias - NOAA eleva para 75% chances de ocorrência de El Niño nos próximos meses

Notícias » Notícias » NOAA eleva para 75% chances de ocorrência de El Niño nos próximos meses

NOAA eleva para 75% chances de ocorrência de El Niño nos próximos meses

  • 17/10/2018

O Centro de Previsão Climática do NOAA (Administração Oceânica e Atmosférica Nacional) dos Estados Unidos elevou para até 75% as chances de ocorrência de um El Niño nos próximos meses e seguir pelo inverno no hemisfério Norte e verão no Hemisfério Sul. Os reflexos desse fenômeno são sentidos em diversos países.


\"A previsão oficial favorece a formação de um El Niño fraco e consistente com o recente fortalecimento das anomalias do vento a Oeste e tendências positivas de temperatura no oceano superficial e subsuperficial\", disse o Centro em sua previsão mensal para o El Niño.

Ainda segundo o Centro do NOAA, é provável que o El Niño se forme os próximos meses e perdure até o inverno no hemisfério Norte em 2018/19 com chances 70% a 75%. \"No geral, as condições oceânicas e atmosféricas refletiram o ENSO-neutro, mas com as tendências recentes indicativas de um El Niño em desenvolvimento\".
\"\"
Nos próximos meses de 2018 e início de 2019, o Brasil estará no ápice do desenvolvimento da safra de grãos 2018/19, com culturas como soja, milho, arroz e feijão e depois há a colheita. Além disso, a safra de café em áreas do Centro-Sul também estará em desenvolvimento e a de cana-de-açúcar em colheita.

O El Niño é caracterizado pelo aquecimento das águas da superfície do oceano pacífico e a atmosfera reage. No mapa divulgado pelo Centro, é possível ver claramente esse aquecimento sazonal nas águas da superfície do mar em grande parte do Pacífico equatorial e os ventos alísios estão diminuindo, ambos precursores de um episódio do fenômeno.

De acordo com a Reuters internacional, os efeitos do El Niño tendem a ser sentidos no Sudeste Asiático, Austrália e América do Sul, locais em que pode ter um efeito considerável sobre as temperaturas e chuvas. Na América do Norte, os impactos e variáveis são mais complicadas, mas também com efeitos.

\"À medida que o oceano aquece, os analistas do governo dos Estados Unidos e da Austrália estimam que agora há o triplo da chance normal de ocorrência do El Niño neste inverno, embora seja provável que seja um episódio relativamente fraco\", informou a agência de notícias.

No último dia 9, o Departamento de Meteorologia da Austrália também divulgou sua previsão para o fenômeno, com chances de ocorrência de 70% neste ano. Segundo a Reuters internacional, a previsão ocorre justamente em um momento em que as condições secas prejudicaram plantações e pastagens na Austrália.