Compartilhar:

Até agora, tudo vai bem com a agricultura. Esse cenário é bem diverso do de 2016, quando o clima provocou fortes retrações na produção.

Com isso, as previsões são que o setor vá injetar R$ 546 bilhões na economia neste ano, R$ 15 bilhões a mais do que no ano passado.

E, quando a agricultura vai bem, a injeção de ânimo e de renda é imediata por todo o país, das pequenas às grandes cidades.

Sorriso, cidade de Mato Grosso considerada a maior produtora de soja do mundo, pode voltar a honrar seu nome, após um 2016 difícil.

Já a pequena Urupema (SC), com apenas 2.400 habitantes, espera pela colheita da maçã, sua fonte de renda. Por três meses, a cidade vive a agitação dessa safra, que promete ser boa. É renda para comércio e população.