Compartilhar:

Os preços da soja em grão iniciam o mês de março em alta. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso tem vindo das elevações nos valores externos do grão que, por sua vez, sobem devido à queda do dólar, que torna os produtos norte-americanos mais atrativos aos estrangeiros.

Nesse cenário, o Indicador da soja CEPEA/ESALQ – Paraná subiu 1,6% entre 24 de fevereiro e 3 de março, fechando a R$ 67,30/sc de 60 kg na sexta, 3. O Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação e negociado na modalidade spot (pronta entrega), no porto de Paranaguá (PR), fechou a R$ 72,64/saca de 60 kg, aumento de 1% no mesmo período.

Em fevereiro, especificamente, a entrada da safra brasileira, a demanda doméstica enfraquecida e a melhora nas condições climáticas na Argentina pressionaram os valores da soja e derivados no mercado brasileiro. A elevação do frete durante o mês também pressionou os valores que, em várias regiões acompanhadas pelo Cepea, voltaram aos menores patamares desde 2012, em termos reais. Por outro lado, a firme demanda externa limitou a queda nos preços domésticos.