Compartilhar:

O mercado do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) opera praticamente estável nesta manhã de terça-feira (1º) após avançar na véspera acompanhando as informações sobre a safra do Brasil. Com as altas recentes, os vencimentos mais próximos chegaram a ficar próximos do patamar de US$ 1,40 por libra-peso.

Por volta das 09h15 (horário de Brasília), o contrato setembro/17, referência de mercado, estava cotado a 139,25 cents/lb – estável, o dezembro/17 subia 5 pontos, a 142,80 cents/lb. Já o contrato março/18 operava com queda de 5 pontos e estava sendo negociado a 146,25 cents/lb e o maio/18 recuava 10 pontos e estava cotado a 148,45 cents/lb.

"Há certa preocupação sobre possíveis problemas climáticos e preocupações sobre a qualidade da colheita do Brasil", disse à agência de notícias Reuters a analista de mercado e presidente da J. Ganes Consulting, Judith Ganes-Chase. Esses temores do mercado com a safra já repercutem desde a semana passada, com relatos de casos de broca em importantes regiões produtoras.

No Brasil, por volta das 09h25, o tipo 6 duro era negociado a R$ 460,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 470,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estava sendo cotado a R$ 460,00 a saca.