Compartilhar:

As exportações de soja de Mato Grosso do Sul somaram 3,48 milhões de toneladas, entre janeiro e outubro deste ano. O resultado supera em 21% todo o volume embarcado em 2016, de 2,9 milhões de toneladas.

Os dados, que são do Boletim Casa Rural elaborado pelo Sistema Famasul, revelam, ainda, que tal resultado é fruto de alguns fundamentos econômicos registrados pela commodity. “A demanda aquecida pela soja no mercado internacional e o dólar ao redor de R$ 3,20 mantendo nossa competitividade, resultaram no aumento das negociações com outros países”, destaca o analista de economia do Sistema Famasul, Luiz Gama.

A receita das vendas atingiu, no mesmo intervalo, US$ 1,30 bilhão, com alta de 23,6% em relação a todo ano de 2016. O faturamento obtido com as negociações de soja, no ano passado, somou US$ 1,05 bilhão.

De acordo com os dados da Secretaria de Comercio Exterior (Secex), entre janeiro e outubro, foram exportadas 63,6 milhões de toneladas, em nível de Brasil. Isso representa um aumento de 23,4% no comparativo com 2016.

A China foi o principal destino das exportações de soja em grão de MS em 2017, respondendo por US$ 1,06 bilhão, ou 81,4% do total.  O porto de Paranaguá, no Paraná, foi a principal porta de saída da soja em grão sul-mato-grossense, com 36,98% do total das receitas com exportação.

Fonte: Agrolink